ㅤ literatura

ㅤ ㅤ argentina

traduzida

nasceu em Porto Alegre e vive em Buenos Aires há 7 anos. É redator e tradutor de português, trabalhou em agências de publicidade e escreve contos.

Na Argentina, organiza um clube de leitura com livros de escritores brasileiros editados no país, onde debateram, por exemplo, Hilda Hilst e Marçal Aquino. Aqui, inverte o jogo e destaca seis livros de autoria argentina que foram traduzidos recentemente para o português.

Este é seu repertório.

680597947_2.jpg_1

AS COISAS QUE PERDEMOS NO FOGO
mARIANA ENRIQUEZ

passando longe do tango e das parrillas, Mariana usa o terror e o incômodo para mostrar uma Buenos Aires desigual e perturbadora. Lendas urbanas se misturam com o dia a dia da sociedade nos doze contos que compõem o livro. O Menino Sujo é incrível.

(tradução de José Geraldo Couto)

91f8QiSC74L

DISTÂNCIA DE RESGATE
SAMANTA SCHWEBLIN

A primeira escritora que me recomendaram na Argentina, e um dos meus livros favoritos. Alguém tenta contar uma história, outro procura entender, e o leitor vai ficando cada vez mais hipnotizado. Fala da relação entre mães e filhos e entre a bruxaria e o campo.

(tradução de Ivone Benedetti)

51Esp2WqGXL

UMA NOITE COM SABRINA LOVE
PEDRO MAIRAL

Um road book divertido para dar mais leveza à lista! Que adolescente nunca sonhou em ter um encontro íntimo com a artista dos seus sonhos? Um livro ganhador de prêmios, que faz parte da cultura popular argentina e virou filme no ano 2000, com Cecilia Roth no papel principal.

(tradução de Livia Deorsola)

91qTBOgv7wS

MORRA, AMOR
ARIANA HARWICZ

Morra, Amor foi lançado em 2012 cercado de bastante polêmica. Mostra, em primeira pessoa, uma mãe infeliz, reprimida, cansada, que quer incendiar a casa y otras cositas más. Levando os sentimentos ao extremo, Ariana cria uma atmosfera lírica e potente, sem julgamento de valor.

(tradução de Francesca Angiolillo)

51XjTgCQMZS

GAROTAS MORTAS
SELVA ALMADA

O movimento “Ni Una Menos” foi criado em 2015 na Argentina para lutar contra o feminicídio. Em Garotas Mortas, Selva Almada escreve sobre 3 casos famosos no país nos anos 80 que até hoje não foram solucionados, e reflete sobre a normalidade de casos assim na sociedade.

(tradução de Sergio Molina)

134506955_1SZ

A FÚRIA E OUTROS CONTOS
SILVINA OCAMPO

Queria falar só da literatura atual, mas não posso deixar de fora a minha grande favorita. Silvina está sendo redescoberta e a sorte é nossa, que temos uma nova chance de ler essa escritora gigante, irônica, lírica, engraçada. Desculpem os adjetivos, sou fã. E Clarice também era.

(tradução de Livia Deorsola)

quer compartilhar seu repertório?

escreva para revista@leituras.org ou mande uma mensagem no nosso instagram se apresentando e dizendo qual tema te interessa.